• Cequale

Surto de Conjuntivite Viral, Sintomas e Prevenção.

Atualizado: 23 de Fev de 2018




O que é conjuntivite?

A conjuntivite é uma doença ocular que causa inflamação da conjuntiva e na esclera (parte branca do olho), uma membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular e a parte interna das pálpebras.


A inflamação pode afetar um ou os dois olhos, mas é comum que os dois olhos sejam afetados, por conta da proximidade um do outro. Costuma durar entre 1 e 2 semanas, geralmente não causa sequelas e é bem frequente no verão. A conjuntivite pode ser caracterizada como aguda ou crônica.


Os vasos sanguíneos da esclera estão na conjuntiva e, quando inflamada, eles ficam com um aspecto avermelhado.


Quais os sintomas?


A característica mais marcante da conjuntivite é a vermelhidão nos olhos. Além disso, ela pode apresentar outros sinais como:

  • Vermelhidão nos olhos

  • Olhos lacrimejantes

  • Pálpebras inchadas

  • Secreção purulenta (conjuntivite bacteriana)

  • Sensação de areia ou de ciscos nos olhos

  • Secreção esbranquiçada (conjuntivite viral)

  • Coceira

  • Fotofobia (dor ao olhar para a luz)

  • Visão borrada

  • Pálpebras grudadas quando a pessoa acorda

Quem sentir algum desses indícios deve evitar tocar no olho, manter as mãos sempre limpas e utilizar somente lenços descartáveis, ao invés dos de pano a fim de evitar outros organismos nocivos de entrarem em contato com o olho. A doença viral pode deixar a membrana conjuntiva mais suscetível a infecções bacterianas e fúngicas, que agravam o caso.



Quais os métodos de prevenção?


Como a doença é altamente contagiosa, é necessário cuidados para se prevenir contra o vírus:


1. Lave as mãos com freqüência, principalmente na hora de comer, com água e sabão ou álcool em gel 70% (sempre que sair de transportes coletivos, academias e piscinas compartilhadas)

2. Não compartilhe objetos de uso pessoal (óculos, toalhas, fronha, roupas de cama e maquiagens)

3. Evite coçar os olhos

4. Evite banhos de mar e piscina

5. Evite locais com aglomeração de pessoas



Prevenção da conjuntivite em recém-nascidos:


Os olhos dos recém-nascidos são suscetíveis a bactérias normalmente presentes no canal de parto da mãe. Essas bactérias não causam sintomas na mãe, mas, em casos raros, essas bactérias podem fazer com que as crianças desenvolvam uma forma grave de conjuntivite conhecida como oftalmia neonatorum, que precisa de tratamento sem demora para preservar a visão. É por isso que logo após o nascimento, uma pomada antibiótica é aplicada aos olhos de cada recém-nascido. A pomada ajuda a prevenir a infecção ocular.



Buscando ajuda médica:


Existem diversas condições que podem causar vermelhidão no olho, podendo provocar dor nos olhos, sensação de que algo está preso em seus olhos, visão turva e sensibilidade à luz. Se você tiver esses sintomas, procure um especialista com urgência.

Faça uma consulta com o seu médico se detectar quaisquer sinais ou sintomas que podem indicar conjuntivite. A conjuntivite pode ser altamente contagiosa, especialmente duas semanas após os sinais e sintomas começarem. O diagnóstico precoce e o tratamento podem proteger as pessoas ao seu redor de ficar com conjuntivite também.

As pessoas que usam lentes de contato precisam parar de usar assim que os sintomas de conjuntivite começam. Se seus sintomas não começam a melhorar nas primeiras 12 a 24 horas, faça uma consulta com seu médico para garantir que você não tenha uma infecção ocular mais grave relacionada ao uso de lentes de contato.





Fontes e referências:

(1) Ministério da Saúde (2) Marcelo Cavalcante Costa (3) Dr. Omar Assae, (4) Mayo Clinic, (5) Dr. Jorge Mitre, (6) Drª Joana Curgel.

Informações 

(85) 3231-4545 | (85) 98920-2315

Rua Costa Barros, 1161 - Aldeota

Fortaleza/CE | 60160280

comercial@cequale.com.br

CNPJ: 02.848.544/0001-33

CEQUALE 

Excelência em qualificação profissional em saúde

Siga-nos
  • cequale galeria
  • cequalequalificacao
  • whatsapp cequale
  • Facebook cequale
  • Instagram Cequale
  • canal cequale